colu

Baile no Céu

0 Flares 0 Flares ×

A força que mora n’água

Existem várias formas de se alcançar uma maior percepção sobre o sagrado, e a Astrologia é uma delas. É um caminho de autoconhecimento e uma ferramenta norteadora que capacita os dispostos a reivindicarem o seu poder e o seu direito de serem tudo aquilo para o qual foram criados, como se diz naquele ditado Lakota.

Na segunda-feira às 9h27, a Lua amanheceu no signo do Escorpião e se juntou ao planeta Vênus. Escorpião é um signo do elemento água. A Lua é a Mãe D’água. A água representa nossos corpos emocionais. Segunda-feira é o dia da Lua. A Lua em Escorpião está em queda: a Lua é o seio que nutre emocionalmente; Escorpião é estratégia e morte. Dois planetas femininos se encontram num signo feminino. É  Lua Balsâmica. É o fim da Lunação de Escorpião. Está me acompanhando? É assim que amanhece a segunda-feira: intensa emocionalmente.

Não são posicionamentos suaves. Aqui tudo transpira desconfiança. Um passo em falso e você pode, sim, entrar numa cilada, num vórtice que te suga até o autoenvenenamento. São duas regras: matar ou morrer. Escorpião é um signo maldito e também malcompreendido, como são os malditos. É verdade que a morte assusta. A intensidade assusta. O oculto assusta. A fase nigredo assusta. Mas é justamente aqui que a intuição floresce. E a intuição é o canal de comunicação com a alma. Você não deveria, então, se recusar a tomar posse desse poder. Portanto, perceba a oportunidade de fazer uma imersão  em seu próprio submundo. Infelizmente, nessa jornada você descobrirá coisas ruins a seu respeito e a respeito dos outros, mas isso lhe permitirá transformar a si mesmo, aos seus desejos e aos seus valores. Mergulhe em si. Caso perceba comportamentos autodestrutivos, volte-se para o seu laboratório, onde acontece a alquimia interna. Evite pessoas e ambientes densos se você não estiver disposto a perceber as situações como cura. Não se preocupe demasiadamente com a morte. O que morre abre espaço para o que viverá. Abra mão do que putrefez-se e não tem mais vitalidade para nutrir. Essa é a lição: adquirir condicionamento para lidar com o ciclo vida-morte-vida.

Na terça-feira, a Lua ainda estará em Escorpião. Eu acredito na força que mora n’água, que não faz distinção de cor. Acredito nas deusas com nome de rio. Acredito na cura. Acredito na sabedoria da natureza para se autorregenerar. Das 18h às 22h, vamos nos conectar a Oxum e pedir à deusa que nos conceda o poder de curar os rios que já não são mais doces. Tenha um refratário com água limpa por perto. Roupa amarela ou dourada. Faça uma oração pessoal e peça pela cura dos seus corpos emocionais e pela cura da água da mãe terra. Se você não se afina a Oxum, peça à Lua que rege as marés, mas peça. Entregue todas as suas dores à água. Que sejam limpas as nossas mágoas, nossas más-águas. Confie na natureza. Aceite a cura como vier e agradeça.

Terça é dia de Marte, que inicia um sextil ao Sol. O Sol ilumina a guerra dos justos no campo de batalha. Não se trata de definir quem é o inimigo, e sim de lutar com ardor pelo justo.

Na quarta-feira, às 20h26 a Lua ingressa em Sagitário, terreno de Júpiter. É dia da sagitariana Clarice Lispector. Seu Júpiter natal é esse que está no céu em Virgem (para ela, “a simplicidade só se consegue através de muito trabalho”). Clarice, mulher metade cavalo, e seu estudo sobre cavalos:

Falsa domesticação

O que é cavalo? É liberdade tão indomável que se torna inútil aprisioná-lo para que sirva ao homem: deixa-se domesticar mas com um simples movimento de safanão rebelde de cabeça — sacudindo a crina como a uma solta cabeleira — mostra que a sua natureza é sempre brava  e límpida e livre.

A Lua faz conjunção a Saturno: você tem fome de quê? Questione-se.

Na madrugada de quinta-feira, Mercúrio ingressa em Capricórnio: sai o papo reto de Mercúrio em Sagitário e entra o sarcasmo da Velha Soturna, aquela que sabe. A palavra é seca, corrói os ossos e não é dita à toa. Há disposição para trabalhos que exijam resiliência. O alquimista reconhece as limitações do tempo e pacientemente observa os processos de transformação.

Sexta-Feira às 8h30: Lua NOVA! Lunação Sagitariana. Prepare-se para intencionar os projetos que deseja realizar sob as leis sagitarianas. Viagem? Curso de idiomas? Um novo estudo? Uma filosofia de vida? Faça por onde para ser merecedor da benevolência do Grande. A cura e o ensino são temas sagitarianos. Mire os alvos que quer atingir com a flecha do arqueiro. A palavra tem força: registre as intenções em forma de afirmações num caderno.

É bom termos em mente que o que plantamos na fase NOVA colhemos na fase CHEIA (habitue-se a deliberadamente coordenar as suas criações sob as FASES da lua). Certo que os projetos jupiterianos são de tiro longo, são grandiosos e Saturno em Sagitário (Saturno é o regente da Lunação) pede mesmo que esses projetos sejam bem estruturados e maturados. Contudo, existe o pequeno ciclo lunar acontecendo paralelamente, e este desemboca na Lua Cheia da manhã de Natal. Sabendo a temática da lua CHEIA, é possível que direcionemos as intenções para usufruirmos melhor da colheita. Pois bem: a Lua CHEIA será em Câncer e estará na casa 5 (criatividade/filhos). É sobre mãe e filhos. É sobre a retroalimentação emocional entre a mãe e sua prole. É também sobre a nova família sob o prisma da era aquariana. É sobre a revolução e a cura no universo da família. A mãe é a líder, a matriarca. Qual é o papel da nova matriarca da família? A líder da matilha empodera-se e, ao mesmo tempo, respeita e apoia o empoderamento dos membros do clã, motiva-os para que sejam líderes de si mesmo. O lar pode ser um ambiente acolhedor e ingredientes nostálgicos podem servir de insumo para criações inovadoras. Não deixe brechas para rusgas, mágoas, ressentimentos, infantilidades, egocentrismo e carências afetivas. O diálogo verbal estará limitado, com Mercúrio em Capricórnio, portanto, gestos pragmáticos que expressam afeto não devem ser ignorados. Use essas informações para compor algumas das suas intenções de Lua NOVA. Quem não deseja uma manhã de Natal de afeto, nostalgia e generosidade? 😉

Sábado é dia regido por Saturno. Às 4h47, a Lua ingressa em Capricórnio, signo regido por Saturno, e faz conjunção a Mercúrio. Saturno, o Senhor do tempo, está em Sagitário. Alguns nascem com alma velha e sábia, outros precisam escalar a espiral sagrada muitas vezes até encontrar a tal maturidade. A energia será mais bem empregada realizando atividades que requerem disciplina e determinação. O entendimento das lições vem com o tempo. “Tempo, tempo, tempo, tempo/Quando o tempo for propício”.

Chamam a Lua em Capricórnio de Lua madrasta. Péssimo dia para ter expectativa de que o acolhimento virá de fora. No alinhamento energético, também conhecido como Fogo Sagrado, uma terapia xamânica com a qual eu trabalho, temos uma guardiã que se chama Mãe de Mim Mesma. Essa guardiã nos ajuda a nos colocarmos no colo e cuidarmos de nós mesmos. Não se perca por aí se fazendo de vítima para algozes fictícios.

Domingo é o dia do Sol. O Sol inicia um aspecto tenso com Júpiter. É tudo muito, demais, além da conta, mega-super-estratosférico! Procure ser comedido nos gastos e nas galhofas. O trânsito passa, mas as contas pra pagar chegam com a fatura do cartão de crédito.

Lua em Capricórnio quadra Marte em Libra. Os sentimentos podem ser deixados de lado e o clima é de tensão e irritação. Escalar uma montanha é uma boa forma de canalizar a energia disponível. Correr também é uma boa opção, ou estar perto da água, para trazer maleabilidade para os momentos de secura.

Apesar dos desafios da semana, lembre-se dos seus intentos da Lua NOVA e mantenha o foco para atingir as suas metas.

Boa semana, conscientes criadores de suas realidades!

Sol em Sagitário (até 22.12.2015)
Lua em Escorpião (7.12.2015 às 9h26)/Lua em Sagitário (09.12.2015 às 20h26)/Lua em Capricórnio (12.12.2015 às 4h47)
Lua NOVA (11.12.2015 às 8h30)/Mercúrio em Sagitário  (até 10.12.2015)/Mercúrio em Capricórnio  (até 02.01.2016)
Marte em Libra (até 03.01.2016)
Vênus em Escorpião  (até 31.12.2015)
Júpiter em Virgem (até 9.09.2016)
Saturno em Sagitário (até 20.12.2017)

Paula Maia é carioca, geminiana, trabalha com terapias que buscam o equilíbrio energético e é amante da natureza e da astrologia. Escreve neste espaço às segundas-feiras. E-mail: paula.mmaia@gmail.com

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×