colu

Caminho das Cartas

0 Flares 0 Flares ×

O Mago

“A vida é assim; esquenta e esfria, aperta e depois afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem.” Essa frase do livro ‘Grande Sertão: Veredas’, de João Guimarães Rosa, tem tudo a ver com a carta do Mago, a primeira carta do tarô. O Mago é um aprendiz que já sabe um bocado e já pode começar a fazer o que quiser, desde que tenha coragem, confiança.

Relacionado ao signo de Gêmeos e ao Deus Hermes, o Mago tem a ver com inícios, dons, habilidades ainda não exploradas. Ele pede que a gente comece o ano acreditando na nossa intuição, no nosso coração e em tudo o que sabemos ou talvez sabemos ou sabemos um pouco. Às vezes, acreditar em nós mesmos é o que precisamos para passarmos de aprendizes para um estágio seguinte.

O MAGO

Sempre relaciono essa carta com o momento em que resolvi “oficializar” que sou uma taróloga. Estudei muitos anos, já tirava tarô para os amigos e, em setembro de 2015, comecei a atender quem quisesse, divulgar e colocar um preço na consulta, afinal, é um trabalho como outro qualquer. Ficava insegura, mas algo me dizia que precisava começar para me firmar.

Foi o que aconteceu. Muitas pessoas me procuraram, comentaram meus textos no Facebook e fui convidada para ter esta coluna. Quando comecei a tirar tarô profissionalmente, parece que tudo clareou, minha vida melhorou, outros assuntos andaram, como se antes essa energia estivesse parada.

É isso que diz a carta do Mago: confie, tenha coragem e comece, mesmo que não esteja tudo 100%. É preciso começar para o resto acontecer.

Piky Candeias é paulista, jornalista, taróloga, estudante de astrologia e curiosa sobre todos os processos terapêuticos que ajudam no equilibrio energético. Escreve neste espaço às sextas-feiras. E-mail:pikycandeias@gmail.com

 

Foto do destaque: Rosea Bellator

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Pin It Share 0 0 Flares ×