colu

vertigem

: Caminho das Cartas :

A Temperança

Os tempos são de intolerância, de respirar fundo ou bater boca, se fazer de sonso ou arrumar uma treta. Independentemente da sua opinião sobre política, uma coisa é fato: está complicado viver, conviver com as pessoas sem comentar as notícias ou fingindo que não há nada acontecendo no Brasil. Você pode se juntar com quem pensa parecido, o que facilita muito, ou, quando estiver com aqueles que têm outra forma de enxergar as coisas, pode promover um debate saudável, entrar numa discussão que vira briga ou evitar o assunto. Às vezes, falar sobre a chegada repentina do outono é a melhor opção.

temperança

A carta da Temperança trata essencialmente da gente proteger o nosso coração. Deixar os sentimentos passarem pelo corpo, religar nossas emoções, atingir um equilíbrio e fazer o que é condizente com nossa alma. Se for sair gritando enfurecido, que seja uma decisão tomada com consciência e ponderação. A carta da Temperança representa, na mitologia grega, Íris, a deusa do arco-íris. Ela joga água do cálice dourado para o prateado (um representando o masculino e outro, o feminino), está com um pé na água e outro na terra, onde crescem lírios, refletindo sua capacidade de unir os opostos dentro do indivíduo. Ela pondera, espera, percebe, sente.

O mundo, o Brasil e nós estamos sempre mudando, a impermanência é a palavra de ordem. Temos que nos posicionar, lutar pelo que é de direito e pelo que achamos justo. Não podemos ser enganados, maltratados e desvalorizados. Mas precisamos nos defender tendo fluidez, observando os sentimentos que passam por nós como um rio que vai levando, trazendo, desviando de pedras, se dividindo e depois se juntando de novo. É uma prudência, uma cautela, uma proteção. A Temperança é achar a emoção certa. E sem perder a ternura.

Piky Candeias é paulista, jornalista, taróloga, estudante de astrologia e curiosa sobre todos os processos terapêuticos que ajudam no equilíbrio energético. Escreve neste espaço às sextas-feiras. Para mais informações sobre consultas com tarô e astrologia, entre em contato pelo e-mail: piky.candeias@revistavertigem.com 

 

Imagem: “Temperantia” de Luca Giordano.