KAMILLE VIOLA

É jornalista cultural. Trabalhou por dez anos (até agosto de 2015) no jornal O Dia, inicialmente como repórter e depois como subeditora de cultura. Atualmente, escreve a biografia de Martinho da Vila. É autora de um dos textos do Dicionário Amoroso do Rio de Janeiro (editora Casarão do Verbo), organizado por Alvaro da Costa e Silva, lançado em novembro de 2015. É colunista do blog de viagens Chicken or Pasta (www.chickenorpasta.com.br) e colaboradora do site inglês Sounds and Colours (www.soundsandcolours.com), sobre a cultura da América Latina, onde escreve sobre música. Colaborou para diversos veículos, a maior parte das vezes sobre música, entre eles a extinta revista Bizz e a revista Billboard Brasil. Ganhou o Prêmio Imprensa Embratel 2009, na categoria Jornalismo Cultural, com a série de reportagens Machado de Assis — 100 anos de memória, e o Prêmio Petrobras de Jornalismo 2014, na categoria Regional Rio de Janeiro/Espírito Santo, com a série Vinicius — 100 anos do Poetinha.

LEÏLAH ACCIOLY

Nascida no Rio de Janeiro, é formada pela ECO/UFRJ e atua como jornalista desde 2004. Começou sua carreira cobrindo festivais de música e fazendo resenhas de álbuns e shows para sites e revistas, enquanto discotecava obscuridades do universo pop e do rock em diversas casas noturnas e apresentava um programa de música brasileira na KUSF, rádio californiana. Trabalhou como tradutora, repórter de jornalismo científico e atuou em assessoria de imprensa de moda até chegar à Oi, onde ficou por quase seis anos, como estrategista de Comunicação de seu instituto de responsabilidade social, o Oi Futuro. Esteve à frente de duas edições da exposição Fashion Frequência, também no Oi Futuro, numa como diretora e na outra como coordenadora. Em 2013, criou o evento transmídia Sarau Eletrônico, que teve sua última edição na Comuna. É uma das curadoras da Gallie, galeria de arte online, além de artista visual.